O deputado cassado Eduardo Cunha está devendo pelo menos R$ 550 mil a seus advogados.

As informações são da coluna Radar On-Line, do site da revista Veja, deste sábado (14).

O ex-presidente da Câmara teria acordado pagamento de R$ 900 mil aos defensores. De acordo com a revista, está devendo R$ 300 mil para um deles, e R$ 250 mil a outro.

Cunha está preso preventivamente desde outubro, por decisão do juiz federal Sérgio Moro.

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

O ex-presidente da Câmara e deputado afastado Eduardo Cunha tenta manter a mesma postura diante de seus opositores. Segundo a coluna Radar On-line, da revista Veja, deste sábado (23), Cunha teria dito que ficará "conhecido por derrubar dois presidentes do Brasil".

O diálogo teria acontecido com um de seus interlocutores, que ficou "apavorado", afirma o texto. Às vésperas da decisão do Senado sobre o impeachment da presidente afastada Dilma ROusseff, o próprio presidente interino Michel Temer tem receio de ter sido gravado pelo deputado afastado. MSN

As relações entre ambos são antigas, como comentou o presidenciável Ciro Gomes à revista Carta Capital. Ciro afirma que quando foi deputado na mesma legislatura que os peemedebistas, de 2007 a 2010, a dupla atuava em conjunto. Cunha comercializaria leis sob os auspícios de Temer, presidente da Casa de 2009 a 2010.

 

Fonte: MSN

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados rejeitou nesta quinta-feira, por 48 votos a 12, o recurso apresentado por Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra o pedido de cassação aprovado no Conselho de Ética da Casa.

A Receita Federal aplicou uma multa de cerca de 100.000 reais ao presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por inconsistências nos rendimentos declarados em 2010.

O juiz federal Augusto César Pansini Gonçalves, da 6ª Vara Cível, em Curitiba, decretou a indisponibilidade dos bens e recursos financeiros do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a quebra do sigilo fiscal do deputado desde 2007. A decisão atende pedido liminar da Procuradoria da República em ação de improbidade administrativa movida contra o peemedebista por suposto recebimento de propinas na compra pela Petrobrás, em 2011, de campo de petróleo em Benin, na África.

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar na manhã desta quinta-feira determinando que o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seja suspenso de seu mandato parlamentar e, consequentemente, da presidência da Casa legislativa.

Em depoimento que sustenta o envolvimento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no esquema de corrupção da Petrobras, o doleiro Leonardo Meirelles reforçou nesta quinta-feira ao Conselho de Ética as denúncias de que Cunha foi beneficiário de 5,1 milhões de dólares pagos por intermédio do doleiro Alberto Youssef, pivô do propinoduto que sangrou os cofres da maior estatal brasileira.

Receba nossa Newsletter


Para assinar nossa newsletter e você receber informações sobre as Promoções e novidades na Rádio RCN, basta digitar seu e-mail abaixo e pressionar o botão "Enter" do teclado.

 55 79 9 8141-3985