William Bonner surpreendeu os telespectadores da TV Globo, ao cair na risada durante a cobertura das eleições, no último fim de semana. O jornalista achou engraçado ouvir Fausto Silva anunciar seu nome.

O apresentador chamou o colega para fazer o acompanhamento da apuração. Quando a imagem cortou, o âncora surgiu com um sorriso controlado e anunciou o horário. No momento seguinte, não se conteve, e começou a rir cada vez mais, encarando a câmera, sem falar mais nada.

Os telespectadores da emissora carioca é claro, não pouparam piadas e elogios nas redes sociais. “Melhor sorriso! Faustão fazendo graça e o Bonner rindo”, escreveu uma internauta no Twitter. “Eu olhando para meu paquera”, brincou outra.

 

Fonte: Famosidades

Famosa pela carreira de atriz e escritora e também por suas declarações polêmicas, Maitê Proença mais uma vez abriu o jogo sobre os bastidores da televisão. Em entrevista ao programa 'Roda Viva', da TV Cultura, exibido no último dia 13 de novembro, ela lembrou dos assédios sofridos durante a carreira e da perseguição de um diretor de novelas após receber a sua recusa.

“Eu fui assediada várias vezes, mas dava um 'passa-fora' para acabar aquela situação. Mas às vezes o sujeito é inteligente. Passa dez anos tirando papéis de você porque não cedeu ou falou alguma coisa que não agradou. Ele mina seu trabalho”, revelou Maitê aos jornalistas do programa, sem citar o nome do diretor.

Não só a atriz foi vítima do assédio. Seu namorado, na época, também teria sido alvo de um diretor de televisão da Rede Globo, que segundo a paulista tentou desgastar a sua imagem entre os colegas da emissora. A veterana só teria descoberto a jogada após uma conversa com Boni, então diretor da emissora.

“Um diretor queria meu namorado. Ele precisou me tirar do caminho porque achava que seria mais fácil chegar a ele. Depois de seis meses que, em conversa com Boni, fiquei sabendo o que ocorreu. Esse diretor tinha me pedido para jogar uma garrafa contra a parede, como se fosse um ensaio. Ele gravou, mandou para o Paulo Ubiratan (diretor de novelas da Globo) e disse eu que era louca e que era impossível me dirigir”, acrescentou. 

A atriz foi desligada da Rede Globo há um ano. Pela primeira vez ela tratou do assunto abertamente, destacando que não recebeu qualquer aviso prévio por parte da emissora e que descobriu o seu desligamento através de notícias na internet.

"Só soube quando começaram os boatos na imprensa de que eu já tinha sido dispensada. Liguei para a pessoa que tinha me dito que o meu contrato seria renovado e me falaram que, de fato, ia ser descontinuado", comentou na entrevista.

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

Depois de agitar as redes sociais com sua possível saída da Rede Globo, Evaristo Costa aproveitou o dia de folga em São José dos Campos, sua cidade natal. Acontece que o jornalista acabou postando uma mensagem que acabou intrigando os fãs.

"Mude suas opiniões, mantenha seus princípios. Troque suas folhas, mantenha suas raízes", escreveu, desejando feliz Dia do Amigo ao seguidores.

Segundo informações do colunista Flávio Ricco, do UOL, Evaristo teria decidido deixar a Globo após 13 anos no comando do Jornal Hoje.uita gente interpretou a mensagem como um desabafo sobre os motivos pelos quais ele estaria mesmo deixando a emissora.

Muita gente interpretou a mensagem como um desabafo sobre os motivos pelos quais ele estaria mesmo deixando a emissora.

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

 

 

O ator Bruno Guedes, que vive o Lucas em "Malhação:pro dia nascer feliz", foi ‘largado’ em uma comunidade do Rio por um motorista do Uber. Segundo Guedes postou no Facebook, ele solicitou o serviço quando chegou ao aeroporto.

“Meu motorista — Gabriel — veio com uma direção agressiva, acelerando pra cima dos carros e buzinando pra tudo e todos”, escreveu o ator, afirmando que, ao reclamar, o motorista se irritou “e disse que não ia continuar a viagem pois estava perdendo outras corridas e seu tempo com a minha”.

O jovem denuncia que, ao pedir para saltar, foi deixado em uma comunidade e, segundo ele, a única coisa que o motorista disse foi “se vira aí”. Moradores ajudaram o ator.

Em nota, o Uber afirmou que “esta não é a experiência que deseja oferecer a seus usuários. Este tipo de comportamento configura violação aos termos de uso da plataforma, e a conta do motorista foi desativada”.

Relato no Facebook

Na mensagem que publicou em seu perfil na rede social, Bruno agradeceu aos moradores da comunidade que o acolheram. "Nesse momento os moradores assistiram tudo e me ajudaram.Que ironia do destino. Minha segurança veio de dentro da comunidade e não de uma empresa que preza tanto pelos seus clientes.Queria agradecer ao seu Zé que percebeu meu desespero e me levou em segurança. Só dei mole de não ter tirado foto daquele que realmente me ajudou. Mas valeu seu Zé!!!!"

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

Fábio Assunção entrou em contato com o hospital Memorial Arcoverde, em Pernambuco, para pedir que a funcionária que o filmou seja recontratada pela instituição.

Na ocasião, a casa de saúde havia afirmado que ela agiu sem o conhecimento da diretoria, que condena tal atitude. Nas imagens, o artista aparece discutindo com enfermeiras e pacientes horas antes de ser detido por autoridades locais acusado de dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência à prisão.

De acordo com o Uol, a assessoria do ator afirmou que ele entrou em contato com o diretor do hospital, Joaquim Lucerna, que garantiu a recontratação da funcionária. No entanto, a diretoria do local negou e disse que o processo de demissão não será interrompido.

Lembre 

Na última terça-feira (27), o centro médico divulgou uma nota, publicada nas redes sociais da instituição, sobre o ocorrido: "O Hospital Memorial Arcoverde vem a público esclarecer os fatos ocorridos na ocasião da passagem do ator Fábio Assunção por este serviço, onde um funcionário filmou e divulgou nas redes sociais imagens dele e de outros clientes presentes. O fez sem o consentimento e ou conhecimento desta diretoria, que lamenta profundamente essa infeliz iniciativa, condenando veementemente tal atitude, decidindo de imediato pelo afastamento definitivo deste funcionário que feriu o código de ética, a imagem da instituição e do referido ator".

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

Apostando pesado em seu aplicativo online, a Globo coloca à disposição de seus assinantes, na próxima quinta-feira (8), todos os 12 episódios de “Carcereiros”. A série, inspirada em livro de Dráuzio Varella, só será exibida na TV aberta, pela emissora, em 2018, de acordo com o site da Uol.

A estratégia é inédita com séries dramáticas. “Supermax” (2016), realizado pela mesma equipe – o diretor José Eduardo Belmonte (de "O Gorila") e os roteiristas Fernando Bonassi, Marçal Aquino e Denisson Ramalho – teve 11 de seus 12 episódios oferecidos na Globo Play, mas o último foi guardado para exibição inédita na TV.

O livro “Carcereiros” reúne histórias relatadas a Dráuzio por agentes penitenciários que trabalhavam na Casa de Detenção, o famoso Carandiru, desativado em 2002. O roteiro de Bonassi, Aquino e Ramalho não é uma adaptação, mas se inspira nestas histórias para criar episódios de alta carga dramática.

A cada episódio, as histórias de ficção são intercaladas com trechos de um documentário, ainda inédito, realizado por Pedro Bial e Fernando Gronstein, no qual agentes aposentados ou veteranos relembram histórias vividas dentro de presídios.

A série é protagonizada por Rodrigo Lombardi, no papel do agente Adriano. O papel seria de Domingos Montagner (1962-2016), morto durante as gravações de “Velho Chico”. 

Inclusive, o programa foi laureado, em abril, com o prêmio principal do MIP TV, prestigiado festival internacional de televisão, realizado em Cannes.

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

A novela "Tieta", trama de sucesso escrita por Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares entre 1989 e 1990, está sendo reexibida pelo canal Viva desde 1º de maio e, em um mês no ar, já fez o canal atingir um público muito maior do que em seus primeiros anos (a emissora foi lançada em maio de 2010).

As novelas são as principais audiências da programação, que atualmente conta com três: “Tieta", “Por Amor” e “Torre de Babel“, esta em seus últimos capítulos.

Tanto “Tieta” quanto “Por Amor” lideram o ranking de audiência no Rio de Janeiro e São Paulo em seus horários de exibição.

“Tieta” herdou a excelente audiência da trama anterior exibida no horário, “A Gata Comeu", que já era considerada o maior êxito do canal até então.

No comparativo com a mesma quantidade de capítulos (24), “Tieta” está com audiência 66% maior que a antecessora.

De acordo com o próprio Viva, segundo o site da Uol, “Tieta atingiu a maior audiência de estreia das novelas da faixa e garantiu a liderança para o Viva em seus dois horários de exibição, 15h30 e 0h30.”

Há também a maratona de capítulos semanais exibida aos domingos, que elevou em 130% a audiência do dia/horário (é a primeira vez que o Viva promove maratona de novela). 

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

Luís Ernesto Lacombe se despediu da Rede Globo nesta quarta-feira. Em seu perfil no Instagram, o ex-comentarista de esportes do Bom Dia Brasil publicou uma foto de seu crachá e escreveu: “Hoje, oficialmente, termina meu contrato com a Rede Globo, que não será renovado por decisão da emissora. Dos meus 29 anos de carreira como jornalista, 20 foram na Globo, os últimos 13 como apresentador do Esporte, dois anos na Editoria Rio e cinco na GloboNews”.

“Chegou a hora de descobrir um novo mundo, novas histórias, acreditando ainda que a notícia é o principal, que a informação é a estrela. Agradeço a todos, de coração, pela parceria”, terminou. Em janeiro, Lacombe chegou a dizer que entraria de férias e que voltaria no mês seguinte. A Globo, porém, já havia afirmado que não renovaria o contrato com o apresentador.

Luís Ernesto Lacombe começou sua carreira na Band do Rio de Janeiro. Passou pela Rede Manchete, até se mudar para Florianópolis em 1992, onde foi apresentador na RBS TV. Voltou ao Rio em 1997, contratado pela Globo. Apresentou o Esporte Espetacular por sete anos e também comandou o Placar da Rodada, após os jogos de futebol nas noites de quarta-feira, até chegar ao Bom Dia Brasil em 2011.

 

Fonte: MSN

O diretor geral da TV Globo Carlos Henrique Schroder demostrou apoio ao movimento das atrizes da emissora contra o assédio sexual no trabalho após a figurinista Su Tonani relatar que sofreu abuso de José Mayer nos bastidores da novela "A Lei do Amor". Em e-mail enviado aos funcionários do canal, obtido pelo site "Notícias da TV", o profissional revelou que o veterano está de fora da próxima novela de Aguinaldo Silva, "O Sétimo Guardião", diferentemente do que foi dito pelo novelista.

Contra tudo que a Globo acredita', diz diretor sobre assédio

"A Globo decidiu não escalar José Mayer para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018. Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam. Foi isso que fizemos. E é isso que sempre faremos", disse Schroder no texto enviado aos funcionários da TV Globo.

'Não só sabemos como apoiamos', diz diretor sobre campanha

Schroder afirmou que a emissora estava ciente do movimento "Mexeu com uma, mexeu com todas" e garantiu que não terá represália pelas atrizes que aderirem ao protesto. "Não só sabemos como apoiamos. Temos conhecimento dessa iniciativa e ela será bem recebida, pois está absolutamente alinhada com as crenças e os valores da empresa. Nós, assim como nossos funcionários, defendemos a transparência, a liberdade de expressão e a mobilização para as causas nas quais acreditamos. Nossos funcionários e funcionárias que vierem vestidos com a camiseta amanhã terão como companhia nossos executivos e diretores, com ou sem camiseta o respeito é uma causa comum a todos. Não tem como ser diferente."

José Mayer divulga carta

José Mayer admitiu que assediou a figurinista Susllem Tonani, nos bastidores da novela "A Lei do Amor", em carta enviada por meio de sua assessoria de imprensa ao jornal "O Globo". "Eu errei. Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava", afirmou o ator. Após a notícia vir a tona, José foi cortado do elenco de "O Sétimo Guardião", trama que irá substituir o folhetim de Walcyr Carrasco na faixa das nove.

 

Fonte: MSN

No princípio era uma denúncia feita a um colunista de jornal. Sem nome, sem rosto e feita numa página de fofoca. Agora o relato ficou sério, ganhou um rosto e foi feito sem medo em um jornal de proporções nacionais, a Folha de S.Paulo.

Su Tonani, figurista da Globo, veio a público dar detalhes do assédio que diz ter sofrido de um dos atores mais prestigiados da Rede Globo, José Mayer. O que tem fama de gala e faz mulheres suspirarem ao redor do país.

A moça conta como tudo aconteceu e, no fim, faz um apelo.

Confira trechos abaixo:

"Eu, Susllem Meneguzzi Tonani, fui assediada por José Mayer Drumond. Tenho 28 anos, sou uma mulher branca, bonita, alta. Há cinco anos vim morar no Rio de Janeiro, em busca do meu sonho: ser figurinista"

A primeira 'brincadeira' de José Mayer Drumond comigo começou há 8 meses. Ele era protagonista da primeira novela em que eu trabalhava como figurinista assistente. E essa história de violência se inicia com o simples: “como você é bonita”. Trabalhando de segunda à sábado, lidar com José Mayer era rotineiro. E com ele vinham seus “elogios”. Do “como você se veste bem”, logo eu estava ouvindo: “como a sua cintura é fina”, “fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho”, “você nunca vai dar para mim?”.

Foram meses envergonhada, sem graça, de, não raros, sorrisos encabulados. Disse a ele, com palavras exatas e claras, que não queria, que ele não podia me tocar, que se ele me encostasse a mão eu iria ao RH. Foram meses saindo de perto. Uma vez lhe disse: “você é mais velho que o meu pai. Você tem uma filha da minha idade. Você gostaria que alguém tratasse assim a sua filha?'"

"Em fevereiro de 2017, dentro do camarim da empresa, na presença de outras duas mulheres, esse ator, branco, rico, de 67 anos, que fez fama como garanhão, colocou a mão esquerda na minha genitália. Sim, ele colocou a mão na minha b*ceta e ainda disse que esse era seu desejo antigo. Elas? Elas, que poderiam ser eu, não ficaram constrangidas. Chegaram até a rir de sua “piada”. Eu? Eu me vi só, desprotegida, encurralada, ridicularizada, inferiorizada, invisível. Senti desespero, nojo, arrependimento de estar ali. Não havia cumplicidade, sororidade".

"Nos próximos dias, fui trabalhar rezando para não encontra-lo. Tentando driblar sua presença pra poder seguir. O trabalho dos meus sonhos tinha virado um pesadelo. E pra me segurar, eu imaginava que, depois da mão na buceta, nada de pior poderia acontecer. Aquilo já era de longe a coisa mais distante da sanidade que eu tinha vivido".

"Até que, em um set de filmagem com 30 pessoas, estávamos, entre elas, ele e eu. Ele no centro do set, sob os refletores, no cenário, câmeras apontadas para si, prestes a dizer seu texto de protagonista. Neste momento, sem medo, ameaçou me tocar novamente se eu continuasse a não falar com ele. E eu não silenciei. “VACA”, ele gritou. Para quem quisesse ouvir. Não teve medo. E por que teria, mesmo?"

"Chega. Acuso o santo, o milagre e a igreja. Procurei quem me colocou ali. Fui ao RH. Liguei para a ouvidoria. Fui ao departamento que cuida dos atores. (...) Contei que eu não conseguia encontrar mais motivos, forças para estar ali. A empresa reconheceu a gravidade do acontecimento e prometeu tomar as medidas necessárias. Me pergunto: quais serão as medidas? Que lei fará justiça e irá reger a punição? Que me protegerá e como?".

"Sinto no peito uma culpa imensa por não ter tomado medidas sérias e árduas antes. (...) Porque a gente acha que o ator renomado, 30 e tantos papéis, garanhão da ficção com contrato assinado, vai seguir impassível, porque assim lhe permitem, produto de ouro, prata da casa. E eu, engrenagem, mulher, paga por obra, sou quem leva a fama de oportunista".

"Falo em meu nome e acuso o nome dele para que fique claro, que não haja dúvidas. Para que não seja mais fofoca. Que entendam que é abusivo, é antigo, não é brincadeira, é coronelismo, é machismo, é errado. É crime. (...) Que entendam que não passarão. E o que o meu assédio não vai ser embrulho de peixe. Vai é embrulhar o estômago de todos vocês por muito, muito tempo".

A assessoria de imprensa da Globo foi procurada pelo Notícias Ao Minuto Brasil, mas preferiu não se pronunciar sobre o caso.

O relato de Su Tonani foi escrito na íntegra na coluna 'Agora Que São Elas', da Folha. Horas depois da repercussão do depoimento a Folha retirou o texto do ar e explicou: 

“O post foi retirado do ar porque desrespeitou o princípio editorial da Folha de só publicar acusação após ouvir e registrar os argumentos da parte acusada. Tão logo esse defeito seja sanado, o texto voltará ao ar, com o devido espaço para o contraditório.”

 

Fonte: Noticias Ao Minuto

Página 1 de 2

Receba nossa Newsletter


Para assinar nossa newsletter e você receber informações sobre as Promoções e novidades na Rádio RCN, basta digitar seu e-mail abaixo e pressionar o botão "Enter" do teclado.

 55 79 9 8141-3985